:: ANJOS VESTEM DOLCE & GABBANA

sabato

:: Perguntei...


Perguntei a um sábio ,a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade...
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura
.O Amor nos dá asas ,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração.

:: Já...



Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituívei
se esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas
quando nunca pensei me decepcionar,
mas também decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara muitas vezes"!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial
(e acabei perdendo).
Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!
Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classee vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante.

:: Volver a ver...


Que pueda volver a ver".
Es el grito de la fe.
Ver que tus ojos,
cual los nuestros,
han visto y han llorado,
han visto y han amado,
han visto y han soñado,
han visto y han creído.
"Que pueda volver a ver".
Ver lo que nadie ve.
Ver la vida.
Ver horizontes.
Ver con ojos de esperanza.
Ver con claridad.
Ver la luz.
Ver y verte.
Es el grito de mi fe.
Ver,como tú viste.
Gerardo Obermann



:: Fumo com Arte....


Em GRINGA SEMPRE

:: Confiança...



Confiança
O que é bonito neste mundo, e anima,
É ver que na vindima
De cada sonho
Fica a cepa a sonhar outra aventura...
E que a doçura
Que se não prova
Se transfigura
Numa doçura
Muito mais pura
E muito mais nova...
Miguel Torga

::

Em gadl

mercoledì

:: Eu sem você...


Eu sem você
Não sei nem porquê,
Porque sem você
Não sei nem chorar,
Sou chama sem luz,
Jardim sem luar,
Luar sem amor,
Amor sem se dar.
E eu sem você
Sou só desamor,
Sou barco sem mar,
Sou campo sem flor,
Tristeza que vai,
Tristeza que vem,
Sem você, meu amor,
eu não sou ninguém.
Ah, que saudade,
Que vontade de ver renascer nossa vida,
Volta querido,
Os meus braços precisam dos teus,
Teus abraços precisam dos meus.
Estou tão sozinha,
Tenho os olhos cansados de olhar para o além,
Vem ver a vida,
Sem você,
meu amor, eu não sou ninguém.
Vinicius de Moraes

:: Aceitarás...

Aceitarás o amor como eu o encaro ?...
Azul bem leve, um nimbo, suavemente
Guarda-te a imagem, como um anteparo
Contra estes móveis de banal presente.
Tudo o que há de melhor e de mais raro
Vive em teu corpo nu de adolescente,
A perna assim jogada e o braço, o claro
Olhar preso no meu, perdidamente.
Não exijas mais nada.
Não desejo
Também mais nada, só te olhar, enquanto
A realidade é simples, e isto apenas.
Que grandeza...
a evasão total do pejo
Que nasce das imperfeições.
O encanto
Que nasce das adorações serenas.
Adélia Prado

domenica

:: Isto...

Isto
Dizem que finjo ou minto
Tudo que escrevo. Não.
Eu simplesmente sinto
Com a imaginação.
Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo,
O que me falha ou finda,
É como que um terraço
Sobre outra coisa ainda.
Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio
Do que não está de pé,
Livre do meu enleio,
Sério do que não é.
Sentir? Sinta quem lê!
Fernando Pessoa

:: Já não me importa...



Já não me importo
Até com o que amo ou creio amar.
Sou um navio que chegou a um porto
E cujo movimento é ali estar.
Nada me resta
Do que quis ou achei.
Cheguei da festa
Como fui para lá ou ainda irei
Indiferente
A quem sou ou suponho que mal sou,
Fito a gente
Que me rodeia e sempre rodeou,
Com um olhar
Que, sem o poder ver,
Sei que é sem ar
De olhar a valer.
E só me não cansa
O que a brisa me traz
De súbita mudança
No que nada me faz.
Fernando Pessoa

:: Tudo...


Tudo o que sou não é mais do que abismo
Em que uma vaga luz
Com que sei que sou eu, e nisto cismo,
Obscura me conduz.
Um intervalo entre não-ser e ser
Feito de eu ter lugar
Como o pó, que se vê o vento erguer,
Vive de ele o mostrar.
Fernando Pessoa

:: Isto...

Isto
Dizem que finjo ou minto
Tudo que escrevo. Não.
Eu simplesmente sinto
Com a imaginação.
Não uso o coração.
Tudo o que sonho ou passo,
O que me falha ou finda,
É como que um terraço
Sobre outra coisa ainda.
Essa coisa é que é linda.
Por isso escrevo em meio
Do que não está de pé,
Livre do meu enleio,
Sério do que não é.
Sentir? Sinta quem lê!
Fernando Pessoa

:: Mike Worral...














































Mike Worral paintings
Via
Beinart

:: Liberdade...

Liberdade
Ai que prazer
Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não o fazer!
Ler é maçada,
Estudar é nada.
O sol doira
Sem literatura.
O rio corre, bem ou mal,
Sem edição original.
E a brisa, essa,
De tão naturalmente matinal,
Como tem tempo não tem pressa...
Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.
Quanto é melhor, quando há bruma,
Esperar por D. Sebastião,
Quer venha ou não!
Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol, que peca
Só quando, em vez de criar, seca.
O mais do que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças
Nem consta que tivesse biblioteca...
Fernando Pessoa

:: Quando....


Quando estou só reconheço
Quando estou só reconheço
Se por momentos me esqueço
Que existo entre outros que são
Como eu sós, salvo que estão
Alheados desde o começo.
E se sinto quanto estou
Verdadeiramente só,
Sinto-me livre mas triste.
Vou livre para onde vou,
Mas onde vou nada existe.
Creio contudo que a vida
Devidamente entendida
É toda assim, toda assim.
Por isso passo por mim
Como por cousa esquecida.
Fernando Pessoa

:: Não sei...


Não sei quantas almas tenho
Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,
Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem,
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.
Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: <>
Deus sabe, porque o escreveu.
Fernando Pessoa

:: A miséria....


A miséria do meu ser
A miséria do meu ser,
Do ser que tenho a viver,
Tornou-se uma coisa vista.
Sou nesta vida um qualquer
Que roda fora da pista.
Ninguém conhece quem sou
Nem eu mesmo me conheço
E, se me conheço, esqueço,
Porque não vivo onde estou.
Rodo, e o meu rodar apresso.
É uma carreira invisível,
Salvo onde caio e sou visto,
Porque cair é sensível
Pelo ruído imprevisto
...
Sou assim. Mas isto é crível?
Fernando Pessoa

:: O MEU CONTACTO

ANAKIN SK


O amor deveria perdoar todos os pecados, menos um pecado contra o amor. O amor verdadeiro deveria ter perdão para todas as vidas, menos para as vidas sem amor.
Oscar Wilde

:: QUANDO SE APRENDE A AMAR O MUNDO PASSA A

:: QUANDO SE APRENDE A AMAR O MUNDO PASSA A
SER SEU... RENATO RUSSO

:: O SILÊNCIO FOI DADO À MULHER PARA MELHOR EXPRIMIR

:: O SILÊNCIO FOI DADO À MULHER PARA MELHOR EXPRIMIR
O SEU PENSAMENTO: DESNOYERS

:: NADA EXISTE DE GRANDIOSO

:: NADA EXISTE DE GRANDIOSO
SEM PAIXÃO:::
<
Photobucket

:: VER ALÉM...

::  VER ALÉM...

:: OS MEUS OUTROS ANJOS

:: OS MEUS OUTROS ANJOS

:: PALAVRAS DE AMOR SÂO AQUELAS QUE NÃO SE PODE

:: PALAVRAS DE AMOR SÂO AQUELAS QUE NÃO SE PODE
PRONUNCIAR. CHAMAS-AL-DIN-HALIZ

:: PARA SERES AMADO; AMA!!!

:: PARA SERES AMADO; AMA!!!
MARCO VALÉRIO MARCIAL

:: OS MEUS OUTROS BLOGUES

:: OS MEUS OUTROS BLOGUES

:: HÀ NO AMOR O DOM DA CERTEZA:

:: HÀ NO AMOR O DOM DA CERTEZA:
IRIS MURDOCH

:: GRAÇAS AO AMOR; TODOS OS SERES TÊM A SUA HORA

:: GRAÇAS AO AMOR; TODOS OS SERES TÊM A SUA HORA
DE BONDADE: ERNEST RENAN

:: O AMOR É O SOL DO CORAÇÃO. IMPRIME~LHE O

:: O AMOR É O SOL DO CORAÇÃO. IMPRIME~LHE O
BRILHO E O MATIZ: JOSÉ DE ALENCAR

:: BLOGUES QUE VESTEM DOLCE & GABBANA

:: BLOGUES QUE VESTEM DOLCE & GABBANA

:: DESENHAR É FAZER AMOR COM O MUNDO

:: DESENHAR É FAZER AMOR COM O MUNDO
POR MEIO DOS OLHOS... LEONARDO DA VINCI

:: AMOR É SOBRETUDO. UMA TROCA DE

:: AMOR É SOBRETUDO. UMA TROCA DE
QUALIDADES...

:: AMOR PERTENCE A QUEM NELE PENSA:::

:: AMOR PERTENCE A QUEM NELE PENSA:::
MARCEL ACHARD
layouts myspace

layouts myspace

myspace graphics

myspace graphics

Divulgue o seu blog! Divulgue o seu blog!

Informazioni personali